Autora

foto
Olá! Seja bem-vindo ao Blog Amor Pela Psicanálise. Meu nome é Ana Cerqueira, tenho 36 anos, sou Psicanalista Clínica e também escrevo para os sites abaixo:

Eu sem Fronteiras (https://www.eusemfronteiras.com.br/autor/ana-cerqueira/).

Omkhara.com (http://omkhara.com/author/ana/).

O blog é um espaço aberto onde escrevo sobre psicanálise e individuação, os textos são baseados em estudos destes temas e na minha experiência clínica em consultório.

Com o mesmo amor que sinto por essa profissão tento escrever.

Espero que gostem!

Um grande abraço e uma ótima leitura!

Caso queira entrar em contato por e-mail envie para anacpsicanalista@gmail.com.

Anúncios

15 comentários sobre “Autora

  1. Sueli Cerqueira disse:

    Adorei!!!!!!!!Sei que foi feito com muito AMOR.Que DEUS te ilumine nesse novo caminho.Bjs.
    Sua sogra que te admira muito.

  2. kelly disse:

    Mto legal prima. Parabéns pela dedicação tenho certeza que só irá agregar ainda mais amor em seu coração ao próximo, sentimento no qual sempre teve….Sucesso!

  3. Oi, Ana! Antes de mais nada, parabéns pelo seu blog que tanto me faz imaginar um ensolarado, ventilado, colorido e perfumado campo florido agradável de revisitar e rever devido ao carinho que você coloca nele. Que ternura tão agradável!
    Sinto por escrever aqui o que escreverei. Procurei, mas não encontrei algum e-mail seu ou do blog para escrever e enviar para ele. Se quiser, depois de ler, é claro que você poderá deletar.
    Como você sabe, há pouco sigo este blog e não com pouco gosto. Pelo contrário. Talvez você não saiba que além d’ O Tempo Das Ideias, há a vertente dele intitulada O Tempo Das Ideias – referências Bibliográficas, também no wordpress.
    Neste, posto curtas frases ou trechos um pouco mais longos de livros, diferente daquele em que decidi postar íntegras de crônicas, contos, discursos etc. Enfim. Depois desta explicação que também pode ser considerada, por assim dizer, apresentação, venho perguntar pra você se você conhece a fonte/referência bibliográfica em que reside o trecho seguinte que se atribui ao Freud: “Antes de diagnosticar a si mesmo com depressão ou baixa auto-estima, primeiro tenha certeza de que você não está, de fato, cercado por idiotas.”
    Também é atribuída ao senhor William Gibson, o que tem dificultado um pouco as pesquisas para mim, uma pessoa não psi, diria assim. Bem, se não souber, por gentileza, pergunta para alguém que você pensa poder saber? Através dela e com a revista ou livro etc. em mãos, poderei publicá-la n’ O tempo Das Ideias – Referências Bibliográficas com a devida substância.
    Gratidão pela atenção.
    Parabéns novamente.

    • Bom dia, gostaria de saber o seu nome! Muito obrigada pelas palavras de carinho que só me incentivam a escrever com mais amor e dedicação. Obrigada pela dica do e-mail, vou colocar na minha apresentação, eu realmente tinha esquecido! Quanto à sua pergunta, a escola que estudo não é ortodoxa e sim voltada para o atendimento clínico, estudamos baseados na psicanálise freudiana mas também com diversos outros autores, principalmente o Jung. Então vou levar sua questão aos meus professores pra tentar te ajudar ok? Um grande abraço!

  4. Oi. Bom dia, Ana – válido pra você na manhã de amanhã, já que só pude ver sua resposta, aqui no blog, agora à noite. rs Sou um Ricardo Amaral, aqui do Brasil.
    Pelas palavras de carinho, não há de que. São de coração e de verdade. Aliás, sou assim e, se não for assim, não sou eu, o que nunca aconteceu, acontece, acontecerá.
    Li a resposta em seu e-mail enviado e fico contente por saber através de você e sua professora competentes. É alívio entre tantos crimes literários espalhados por aí.
    Há tempos reencontro MUITAS atribuições gravemente indevidas, deploráveis, e paro aqui pra evitar palavrões mesmo elegantes. São-me razoavelmente revoltantes.
    E-mail é bom, não? Por enquanto, penso que é condição ou meio que colabora na tentativa de formação ou melhora de leveza pelas conversações possíveis de acontecer nele que não (tanto) mesmo por posts e comentários… Ou não. Ou não? Será? rs
    Agradecimento sempiterno a você e sua professora. 🙂
    Ricardo A.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s